quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Cícero Almeida e seus "suados" 10 milhões

Envolvido na operação Taturana, acusado pela Polícia Federal de ter contraído empréstimo bancário de R$ 120 mil em 2003, quando era deputado estadual, o prefeito de Maceió, Cícero Almeida, agora está sendo investigado pela movimentação de R$ 10 milhões em sua conta pessoal, o que caracteriza crime, já que seu salário não atinge o montante suficiente para essa movimentação.

Cícero Almeida surgiu na política como a grande esperança do povo alagoano e agora está sendo um alvo certeiro da Justiça pela má conduta à frente da Prefeitura de Maceió. Ele afirma que o tal recurso é fruto de muito trabalho. Mas isso ele terá que explicar à PF e, principalmente à sociedade, a quem deve o mandato.

Atuando diariamente em seus programas de rádio, Almeida dispara para todos os lados quando citado nos referidos escândalos. Cícero tem que aprender que uma administração não sobrevive somente de elogios. E que os deslizes acontecem até com os grandes caciques da política brasileira.

Quem está “magoado” com Almeida é o seu padrinho político João Lyra, que fez um acordo com o objetivo de colocar sua filha e vice-prefeita, Lourdinha Lyra, na cadeira principal. Para isso, Cícero terá que arriscar e lançar sua candidatura ao governo estadual, o que está temendo, diante da possibilidade de deixar brechas para sua sucessora.

O internauta acredita que todo esse dinheiro que Cícero Almeida conquistou é fruto de muito trabalho?

3 comentários:

Alexandre Câmara disse...

o povo é muito credo mesmo...
demora tanto pra perceber
o que já sabia-se desde sempre...
êta povinho burro!!!

De Olho nos Taturanas disse...

KD O CIÇO?
Ele vai ter que explicar os R$ 10 milhões que apareceram milagrosamente na conta dele. Eita cabra de sorte! Mas a cobra vai fumar, ele não perde por esperar.

De Olho nos Taturanas disse...

EU ACHO É TOME!!!